‘O vilarejo’, Raphael Montes


   Autor: Raphael Montes
   Editora: Suma de Letras
   Nota: 4 estrelas

O vilarejo é um livro de contos. São sete no total. Cada um conta a história um morador desse vilarejo e todos eles são terríveis, nenhum com um final feliz.

Logo no prefácio eu já tive o meu momento de “por que estou fazendo isso com a minha vida?”, assim que o autor começou a contar como o “manuscrito” da história chegou em suas mãos e nos explicou por que o livro é tão interessante para ele – e para nós. A verdade é que, apesar do medo, a minha vontade de continuar a leitura e descobrir o que aconteceria era maior do que tudo. Então eu segui em frente. E eu não me arrependo.

Logo no primeiro conto eu voltei a questionar toda a minha vida e quase passei mal em outros. Não era medo, mas sim repulsa. Acredito que essa tenha sido a intenção do autor. Fazer o leitor se sentir horrível enquanto lê histórias com pessoas péssimas.

Esse é um livro muito violento. Tem cenas de tortura, estupro, assassinato, canibalismo e outros. Mas, apesar de tudo isso, é uma leitura rápida e impossível de largar. Cada conto representa um pecado capital (ira, preguiça, luxúria, inveja, gula, ganância e soberba) e o maior vilão da história é o humano. Os contos mostram como as pessoas podem ser cruéis, maldosas e realmente a pior coisa do mundo (acho que só consegui encontrar palavras leves para descrever como elas são de fato), e isso foi uma coisa que prendeu muito a minha atenção, porque se tem uma coisa que me assusta mais que espíritos, com certeza é o ser humano e a sua capacidade de fazer maldades com os outros.

“O vilarejo” tem algumas ilustrações para acompanhar os contos e eu achei que elas complementaram bastante. Sim, poderia não ter essas figuras ali, mas eu achei que elas deram um toque especial à história além de deixarem os contos ainda mais tensos e pesados – parece, de alguma forma, mais real. O trabalho final do livro ficou fantástico.

No posfácio, o autor termina de nos contar sobre a origem desses contos e coloca uma imagem ali… Levei um sustão! É um complemento para a história. Então por isso eu digo: não mexa muito no livro e não fique abrindo páginas aleatórias. Combinado? Okay então.

Recomendo esse livro para todos aqueles que buscam uma leitura rápida e pesada. Você com certeza vai ficar pensando nesses contos por muito tempo depois que terminar.

Compartilhe:

Sobre Rovena

Rovena é de Vitória, formada em Relações Internacionais e atualmente cursa Letras-Inglês. Gosta muito de ler e ouvir música enquanto escreve. Grifinória, feminista e especialista em tretas do blink-182. Está no twitter (@rovsn).