Letra & Música


Sou uma pessoa muito musical. Me dê uma palavra e eu provavelmente consigo pensar em pelo menos uma música pra cantar com ela. É o tipo de hábito – e vício – do qual não consigo me desvencilhar. Música pra mim está associado a tudo: ao meu dia a dia, ao ritmo com que levo a vida, ao meu humor, a todas as lembranças que carrego e, claro, à minha escrita.

Ironicamente, apesar de eu ser muito musical, não sou uma pessoa que atrela facilmente música à escrita. Via de regra, não consigo escrever ouvindo música – barulhos de uma maneira geral me atrapalham, e o silêncio é quase sempre meu maior aliado. Mas se tem uma coisa que eu adoro fazer, durante ou após a conclusão de um livro, é criar trilhas sonoras.

Trilhas sonoras se tornaram uma parte vital dos livros. Um projeto só está completo depois que eu monto uma pequena playlist para ele. Se tornou uma terapia pra lidar com o final de algumas histórias, mas, principalmente, se tornou um meio de mantê-las imortais fora do papel.

Sabe quando uma música te desperta milhares de lembranças? – sobre sua última viagem, sobre a sua infância, sobre o seu ex-namorado. Aquelas músicas que, só de ouvir os primeiros acordes, você já entra no túnel do tempo e é levado pra alguma época muito boa da sua vida? Assim são as playlists pra mim. Uma vez que eu associo uma música específica a um casal, a um livro ou a um momento da narrativa, já era; essa canção nunca mais será a mesma. Anos podem se passar, e se eu fechar os olhos, ainda vou lembrar de como era estar escrevendo aquela história, vivendo aquela paixão, planejando aquele livro. Vou me lembrar das palavras e dos gestos e em cada estrofe, vai ser como se aquela música tivesse sido feita o tempo todo pra história que escrevi.

E de todas as memórias, acho que essas são as melhores; não as coisas que vivi, mas daquilo que criei. Porque, existindo ou não, está vivo e claro, perfeito como uma lembrança deve ser.

Compartilhe:
  • Alessandra Rocha

    Amém. Não tenho o hábito de fazer playlists porque acho essa escolha de músicas uma tarefa muito difícil! Sério! Mas desde que descobri o Spotify, quando não estou ouvindo meus álbuns preferidos fico fuçando essas playlists alheias e sempre tem coisa boa pra achar!

    Mas é mágico mesmo ouvir uma música e rolar todo um trabalho emocional por detrás dela! <3

    beijo!