Halloween e sua origem Celta


Mais um dia 31 de Outubro vem aí e todo mundo se anima pra se fantasiar, comer doces e assistir filmes de terror. Mas pouca gente conhece as origens Celtas do Halloween, que surgiu aqui na Irlanda há mais 2 mil anos. Nessa época, o festival era chamado de Samhain, e ele marcava o fim do ano Celta (uma espécie de Ano Novo) e a divisão do ano em duas metades: a mais iluminada (verão) e a mais escura (inverno). Justamente na data do festival, o limite entre o nosso mundo e o Outro mundo se enfraquecia, permitindo que os espíritos passassem de um mundo para o outro. As pessoas se fantasiavam justamente para se disfarçarem como espíritos do mal, e assim os verdadeiros espíritos passariam longe sem causar danos.

Macnas

Nessa época do ano, os dias começam a escurecer mais cedo e por isso o costume de acender grandes fogueiras surgiu – uma forma das pessoas tentarem ampliar a jornada do sol para se sentirem mais seguras. Elas acreditavam que o Senhor dos Mortos, Donn, livre da ameaça do Sol, surgia do submundo e viajava pelo nosso mundo acompanhado de outras criaturas, como fantasmas e fadas. Por isso, as pessoas passavam a noite de Halloween dentro de casa, com medo de cruzarem com criaturas do outro mundo pelas ruas. Elas também acreditavam que espíritos dos ancestrais de uma família visitavam os parentes nessa noite, e apesar de se esperar que eles não fariam mal a ninguém, comidas eram deixadas perto da lareira e todos iam dormir cedo, para evitar qualquer tipo de desentendimento com os espíritos.

Macnas

Hoje em dia muitas tradições se mantiveram na Irlanda e ao redor do mundo, mas ao invés de ficarmos em casa, nós acabamos saindo para as ruas com vontade de encontrar os tais espíritos (ou pelo menos alguém com uma fantasia bem elaborada que dê aquele medinho gostoso). Aqui em Galway, a cidade onde eu moro, todo ano um grupo de teatro organiza uma espécie de desfile pelas ruas, e a experiência é muito impressionante!

Macnas

A Macnas Halloween Parade parece uma escola de samba macabra – vários carros alegóricos, bonecos gigantes, pessoas fantasiadas em blocos temáticos e até baterias. Centenas de pessoas saem nas ruas para assistir a apresentação de perto, e as crianças fazem questão de ficarem bem na frente para poder interagir com as criaturas. Muita coragem! Amanhã é dia 31 e eu mal posso esperar pra ver o que vai acontecer por aqui.

Happy Halloween! Ou, como diriam os irlandeses: Oíche Shamhna Shona Daoibh!

Compartilhe:

Sobre Ana Levisky

Ana terminou seu Mestrado na Irlanda e tenta se convencer de que Processo Criativo é sim uma área relevante de estudo. Quando tem tempo faz filmes, já que se formou pra isso.

  • Alessandra Rocha

    Que saudade da minha terrinha <3 Halloween em Dublin é uma acontecimento também, quando eu estive aí dei uma houseparty e foi MUITO legal! Queria tanto voltar <3