É só rodopiar


Texto: Yasmim Medeiros

O carnaval,

a fuga dos meus problemas,

as minhas férias de mim, a festa da carne

tudo teve seu fim

e na quarta-feira de cinzas,

eu percebi às quatro da tarde

que eu não só ardi em carne, como a comi

mas o assunto não é esse

e a coisa outra que eu percebi

é que, talvez, tenha passado tempo demais

tempo demais

tem-po de-mais

eu sempre fui de criticar e odiar a minha alma sonhadora

a minh’alma que tanto canta dança samba rodopia e vive

Que tanto vive nesse mundo meio louco

Meio torto, meio irreal

Eu fiz as contas e me dei conta

A vida só tem graça quando a gente faz de conta

inventa

cria e nota

que as coisas todas tão sérias não devem ser

que é necessário nos desencontrados

e vivermos tudo o que há pra viver (mesmo que seja só numa ilusão)

Compartilhe:

Sobre Yasmim Medeiros

Yasmim tem 19 anos, mora no Rio de Janeiro-RJ, é estudante de Letras- português/literaturas (na UFRJ) e o tanto que ela tem de desorganizada, tem de paixão pelos Beatles. Quando não está atolada de textos para ler e escrever, a carioca está consumindo o conteúdo infindo da Netflix e fingindo que sabe fazer algum som audível no violão.