Arrebatamento


Ainda ouço o som longínquo de um canto sublime,

pleno,

gracioso e vital

em todos os dias da minha vida.

Eu lembro de todas as minúcias,

de todos os detalhes

e chego até a sentir o tremor em minhas pernas

em duelo com

todo

o

meu

corpo a se arrepiar.

A harmonia e doçura da sua voz,

o brilho e encanto dos seus olhos,

a sua respiração ofegante,

a minha completa redenção.

Os teus lábios eram tão tentadores que eu me perdia

completamente

só de os olhar.

Me faltava ar e me faltou ar todas as vezes em que

eu me deixei arrebatar,

me corrompi às tuas seduções

e cai em sono profundo.

Eu morri todas as cem vezes em que eu me aproximei de você

e continuo a morrer todos os dias da minha vida


sem.

Compartilhe:

Sobre Yasmim Medeiros

Yasmim tem 19 anos, mora no Rio de Janeiro-RJ, é estudante de Letras- português/literaturas (na UFRJ) e o tanto que ela tem de desorganizada, tem de paixão pelos Beatles. Quando não está atolada de textos para ler e escrever, a carioca está consumindo o conteúdo infindo da Netflix e fingindo que sabe fazer algum som audível no violão.