April Nardini, a outra garota – Semana Gilmore


Texto: Lorena Pimentel

Não é um segredo que as outras mulheres têm um papel bem diminuído em Gilmore Girls. Nós temos nossas heroínas, fortes, independentes e complexas. Nós temos as mulheres fascinantes de Stars Hollow, as amigas e confidentes. Mas e as outras mulheres? Não antagonistas, porque elas nunca chegam a ter personalidade o suficiente pra isso, mas mulheres cuja existência é somente para criar uma figura oposta.

Pense em Rachel e Nicole, interesses românticos de Luke. Elas são, acima de qualquer coisa, meios para que Luke e Lorelai ainda não fiquem juntos. Sherry tem uma filha com Christopher, mas aí passa a existir na série apenas como uma mãe desnaturada que largou a criança (com o pai, deixemos claro) para se mudar para a Europa e deixar Chris livre para demonstrar interesse por Lorelai. Lindsay se casa com Dean e está apaixonada por ele, mas é vista como fútil e interesseira, preguiçosa até. Enquanto Rory e Dean reatam seu romance, Lindsay é tratada como a esposa louca e desconfiada. Não é como se ela não tivesse motivos, não é mesmo?

E aí entra April. Assim como as outras mulheres que surgem na figura de oposto, ela aparece para criar uma intriga, desacelerar um casal, assim por dizer. Luke e Lorelai precisavam de um conflito e ele, seguindo a tradição de Gilmore Girls, é trazido por uma garota. Exceto que dessa vez é uma criança e ela acabou sendo o bode expiatório do fandom sem merecer.

Primeiro porque a April não é de fato uma figura oposta. Pelo contrário, ela tem características que, em outras circunstâncias, a fariam muito querida pelo fandom. Criança nerd, ela tem um apelo parecido com o de Rory, que era valorizada por sua inteligência. April vem em busca de um relacionamento com seu pai, Luke, mas acaba demonstrando interesse genuíno pelas pessoas ao seu redor. Pela lanchonete, por Lane, pela família de Luke. De certa forma, ela está perfeitamente colocada em Stars Hollow, onde todos acompanham a vida uns dos outros. Ela é inteligente, determinada e amigável. Ninguém deveria odiá-la. E, ainda assim, ela é muito mais criticada do que figuras bem piores da série.

Porque ela fez com que Luke e Lorelai terminassem. Ou é isso que nós repetimos. Luke, ao descobrir que tem uma filha, não divide a informação com sua noiva. O conflito pode parecer ser a April, mas a verdade é que o desenrolar das brigas do casal tem muito mais a ver com a incapacidade dos dois – adultos, aliás – de se comunicar. Quando Luke mantém um segredo e Lorelai, assim como sempre faz, coloca pressão nele, o relacionamento explode. E nada disso é culpa da April.

Mas é mais fácil que seja. É mais fácil culpá-la, porque não é como se não fosse tradição da série e da vida em forma geral, de colocar as mulheres como opostas. É mais fácil fazer com que a escolha de Luke em tentar um relacionamento com a filha (e as complicações disso) seja o fim de seu relacionamento com Lorelai. Muito mais fácil do que o conflito ser culpa dele mesmo.

April, na verdade, é uma figura que merece destaque por muito mais. O relacionamento entre ela e Luke, quando os dois começam a se conhecer, é adorável e ela traz uma influência positiva na vida dele. Em um cenário cultural onde as representações positivas de mulheres são escassas, Gilmore Girls nos traz várias garotas interessantes e múltiplas. April é uma delas, mas que ficou perdida na história como o gatilho de um arco narrativo mal visto pelos fãs.

Em defesa de April Nardini, que tal vermos ela como ela é? Uma garota cheia de inseguranças, mas com bom coração e uma representação realista de garotas nerds e desajeitadas por aí. Se Gilmore Girls nos ensina uma coisa, é que todo mundo tem dimensões. Temos que dar à April mais do que o papel de figura da discórdia, mas a complexidade que ela merece.

Compartilhe:

Sobre Lorena Pimentel

Paulistana que preferia ter mar, entusiasta do entusiasmo, Grifinória com medo de cachorros, defensora de orelhas pra marcar livros, não gosta de açúcar, colecionadora de instagrams com fotos de bebês, oversharer no twitter (@buzzedwhispers) e uma eterna vontade de ter nascido Rory Gilmore.