“Amor amargo”, Jennifer Brown


capa-amor-amargoAlex está no último ano do colégio e aguarda ansiosamente pelas férias de verão porque, ela e seus dois melhores amigos, Bethany e Zach, combinaram uma viagem ao Colorado, estado americano que tem muita importância para a garota. Quando Alex era pequena, sua mãe saiu de uma casa uma noite falando que precisava ir ao Colorado e no meio do caminho sofreu um acidente de carro e morreu. Os três amigos planejam desde muito novos o Dia da Viagem (como gostam de chamar) e está quase tudo certo. Até que alguém aparece para atrapalhar os planos.

Cole é um aluno novo na escola. Misterioso e do tipo bonitão, todas as meninas ficam encantadas com o garoto, inclusive Alex, que não consegue acreditar que ele quer se aproximar dela. Romântico e extremamente carinho, ele conquista rapidinho o coração da menina e os dois começam a se relacionar. Tudo está indo as mil maravilhas, até que Cole muda completamente de comportamento e faz coisas que Alex jamais acreditou que poderiam acontecer.

E é com medo do que pode acontecer com ela caso Cole descubra que ela contou para alguém, que Alex se fecha completamente e o silêncio vira a sua companhia. Se ela não contar, estará a salvo. Mas será mesmo que isso é verdade? E Alex descobre da pior maneira possível.

Amor amargo é uma história pesada.

E é uma história que poderia muito bem ser minha ou da minha melhor amiga. Ela poderia até ser sua. É uma história que poderia ser de todas nós. Nunca imaginamos que poderemos ter um namorado abusivo, mas essas pessoas têm máscaras que escondem quem elas realmente são. E só percebemos quando estamos completamente envolvidas e não encontramos um jeito que sair do que nos faz mal.

Brown sabe muito bem como fazer as pessoas pensarem sobre diversos assuntos que são considerados tabus. Formada em Psicologia, a autora também escreveu A lista negra, outro livro igualmente pesado e destruidor. em Amor amargo, ela mais uma vez cutucou a sociedade com outro tema polêmico: é possível interferir em um relacionamento quando ele é abusivo?

Alex sabe que tem algo de errado no relacionamento entre ela e Cole, mas assim como todas as vítimas de abuso, ela sempre acredita que o garoto só fez o que fez porque ele estava num dia ruim. E esse pensamento se confirma quando ele aparece no dia seguinte carregando flores e com um pedido de desculpa na ponta de língua. Juras de amor eterno são feitas e tudo está resolvido. Até que ele a agride mais uma vez. E o ciclo vicioso continua.

Quando lemos a história de Alex, fica claro que ela deve terminar e fugir para longe de Cole, mas todo mundo que já viveu um relacionamento abusivo sabe como é muito difícil agir em uma situação dessas. O medo é enorme e a pessoa acha que tudo acabou, ela nunca mais vai conseguir se ver livre daquela pessoa. A sua vida já está atrelada a dele.

Vítimas de abuso não denunciam porque elas têm medo e, porque em situações dessas, quase nunca são ouvidas. As pessoas de fora nunca acreditam que aquele cara, tão carinhoso e generoso, é capaz de bater em uma mulher. Nunca acreditam que aquele que a enche de presentes é capaz de ofendê-la diariamente com humilhações e xingamentos. E, no final do dia, a culpa sempre é da vítima que não foi forte o suficiente ou não teve coragem de jogar tudo para o alto e sair enquanto ainda fosse cedo. Só que não é tão simples como parece.

Amor amargo é um livro que retrata com fidelidade os casos de milhares de mulheres espalhadas pelo mundo, que sofrem nas mãos de seus namorados ou maridos e se calam com medo das represálias. Ao final do livro, a autora explica um pouco melhor de onde surgiu a ideia para contar a história de Alex e termina com uma frase bastante verdadeira:

E Alex me ajudou a entender que, se não experimentarmos uma coisas dessas na pele, talvez não tenhamos a menor ideia do que faríamos no lugar de alguém nessa situação.

Você não precisa passar por isso para entender a gravidade da situação, mas pode ler a história de Alex e se colocar no lugar dela, sofrendo e chorando ao seu lado. Essa é uma história que todos deveriam ler e carregar as lições perto do coração, para estender a mão quando alguém estiver passando por alguma situação parecida.

Amor amargo vai esmagar o seu coração ao mesmo tempo que vai ter fortalecer. E a vontade de lutar por todas as mulheres só vai aumentar.

Compartilhe:

Sobre Rovena

Rovena é de Vitória, formada em Relações Internacionais e atualmente cursa Letras-Inglês. Gosta muito de ler e ouvir música enquanto escreve. Grifinória, feminista e especialista em tretas do blink-182. Está no twitter (@rovsn).