Abraça-nos


Texto: Eduarda Vaz

Aqui! Olha! Repara! Para!

Um minuto

Por nós

Por favor     

Por nós!

 

Daqui e daí fiz nascer essa voz

Por nós

Sei que esquecestes de mim

Fiquei diminuto

Recluso.

 

Nossos nós quase desataram.

 

Então,

Só me escuta

Só me sinta

Fiquemos a sós.

 

Não precisa sair

Para me ouvir

É só permanecer

É só permitir

É só se tocar

É só acordar do mundo

Despertar no nosso profundo:

 

Mudei da pele a cor

Criei nas juntas dor

Sinais para te alertar

Que deverias me repor

Bem na foz com muito amor.

 

Me acolhe

Me recorde

Não me cortes.

 

Pois te acolho

Te recordo

Te contorno.

 

Sou teu corpo

Sou o primeiro que te quis

Sou tua casa

Tua eterna diretriz

Tua raiz.

 

Senta no chão

Solta as pernas cruzadas

Transforma em penas

Essas pedras passadas.

 

Me deixa te levar

Me faça ampliar

E eu te faço começar

A nos amar.

por Eduarda Vaz. Você pode ver mais do trabalho da Eduarda em sua página no facebook.

Esse texto é uma colaboração externa. Mande a sua aqui 🙂

 

Compartilhe: