“A Guerra dos Mundos”, H.G Wells


Texto: Priscila Godoy

A primeira edição de “A Guerra dos Mundos” saiu em 1898, possivelmente é uma das primeiras histórias sobre invasão da Terra. O livro escrito por H.G. Wells é um clássico para quem gosta de coisas relacionadas a ficção científica. O livro foi um dos primeiros que deu origem a outros do gênero e também filmes, seriados e tudo mais possível para tornar-se uma pessoa fã do assunto.

O livro se passa no século XIX, em seus últimos anos. Naquela época, como o próprio autor retrata (nos dias de hoje, também) a humanidade não acredita em vida inteligente fora da Terra e tudo começa com a chegada dos marcianos aqui. As dúvidas se vieram em paz, para conquistar, o quanto a curiosidade humana atrapalha o discernimento, o que acreditar ou não em uma época onde as informações ainda eram difusas conforme chegavam. Depois que os marcianos chegam, é quase impossível querer parar de ler.

Na estrada para a ponte de Maybury, ouvi vozes e som de passos, mas não tive coragem para gritar ou me aproximar das pessoas. Entrei em casa com minha chave, fechei e tranquei a porta, cambaleei até o pé da escada e me sentei. Não conseguia parar de pensar naqueles monstros metálicos galopantes e no cadáver arrebentado contra a cerca.

A edição especial da Suma de Letras se torna difícil de abandonar. O livro é extremamente lindo e contém ilustrações feitas em 1906 pelo brasileiro Henrique Alvim Corrêa radicado na Bélgica. As ilustrações conseguem detalhar e captar bem a narrativa de Wells e eles definitivamente se completam nesse livro. Ao todo foram 23 ilustrações em grafite e tinta para a história.

ilustracao-feita-pelo-artista-brasileiro-henrique-alvim-correa-no-inicio-do-seculo-20-para-a-edicao-belga-do-livro-a-guerra-dos-mundos-1430776292896_956x500

O livro contém também com uma entrevista de H.G. Wells para Orson Welles (cineasta estadunidense responsável por filmes como Cidadão Kane de 1941 e Muppets – O Filme de 1979 (!!!!)). Além de prefácio por Braulio Tavares e introdução por Brian Aldiss, membro da H.G. Wells Society e capa dura em alto relevo.

Essa edição é necessária na prateleira de qualquer leitor, seja fã ou não de ficção científica. Foi adaptado duas vezes, sendo uma em 1953 por Byron Hoskin e em 2005 por Spielberg (adaptação livre).

 

Compartilhe:

lila.godoy@gmail.com'

Sobre Lila Godoy

Priscila, amante de livros e está na casa dos trinta. Tem tatuagem, piercing e ama seus 5 cachorros. Resolveu esse ano aceitar suas escolhas e isso inclui mostrar para todos o que escreve.